Como acelerar o metabolismo com saúde

Como acelerar o metabolismo com saúde

Se você já conversou sobre perda de peso e ganho de massa, provavelmente ouviu falar em metabolismo. Há quem diga que ele está diretamente ligado à perda (ou ganho) de peso. Mas será que existe uma relação real entre metabolismo e queima de gordura? Se é esse o caso, como acelerar o metabolismo para dar um gás nos resultados?

O que é metabolismo

Antes de qualquer coisa, é importante entender o que é o metabolismo. Nosso corpo precisa de energia para viver, o conjunto das reações químicas envolvidas nesse processo é o que forma o metabolismo. Seu mecanismo é dividido em duas partes: catabolismo e anabolismo. Durante o catabolismo, o organismo quebra substâncias para gerar energia. Já no anabolismo ocorre a recuperação e a produção celular. O quanto o organismo gasta de energia para sobreviver em repouso é a taxa metabólica basal. Dependendo do nível de energia de cada pessoa, essa taxa varia.

Resumindo, o metabolismo garante energia para que o corpo exista – e sobreviva.

Relação entre metabolismo e perda de peso

Para  Renato Zilli, endocrinologista do Hospital Sírio Libanês, de São Paulo, a relação direta entre metabolismo e perda (ou ganho) de peso não é errada. “Metabolismo lento raramente tem relação com o peso. O que vai determinar o peso é a genética, a alimentação, a quantidade de calorias gastas, o estresse e o sono.”

No entanto, alguns fatores podem, sim, influenciar a nossa taxa metabólica basal. Músculos, por exemplo, precisam de mais energia do que gordura.

“Tamanho e composição corporal influenciam na taxa basal metabólica. Pessoas maiores, com mais músculo, precisam de mais repouso. Bem como sexo e idade: os homens geralmente têm menos gordura corporal, por isso queimam mais calorias e, com o passar dos anos, a nossa necessidade calórica diminui”, ponta Renato.

Mas existe metabolismo rápido ou lento? De acordo com Maria Fernanda Barca, endocrinologia membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), de São Paulo, a pessoa pode ter uma possível disfunção no equilíbrio do organismo, cuja resposta fisiológica pode estar mais ativa ou não. “Isso quer dizer que uma pessoa com metabolismo lento demora mais para responder a uma dieta de emagrecimento pois gasta menos energia.”

  

Como acelerar o metabolismo?

Se os músculos gastam mais energia do que gordura, melhorar o percentual de massa magra pode te ajudar a dar um gás no metabolismo. Por que? Porque assim você consegue aumentar a sua taxa metabólica basal e, segundo Renato, a queima de caloria está relacionada à quantidade de atividade física que você pratica.

Esse, inclusive, é um dos motivos pelos quais, com o passar dos anos, nossa necessidade calórica diminui: nós perdemos massa magra e, com isso, segundo Maria Fernanda, temos menos gasto energético, já que esse é um tecido muito ativo. Por isso, “ao fazer atividade física e adotar uma alimentação adequada para preservar massa muscular é possível acelerar o metabolismo”.

Atividade física e queima calórica

Gerente do departamento técnico da Smart Fit Brasil e especialista em fisiologia do exercício, Thiago Moreira explica que qualquer atividade física pode auxiliar nesse processo. “Quando iniciamos um programa de treinamento, já temos benefícios no metabolismo de forma aguda”, afirma. “A longo prazo, conforme vamos aumentando a intensidade do treino de forma progressiva e constante, temos adaptações positivas nas enzimas responsáveis pelo aumento do metabolismo e do condicionamento físico.  Além disso, o ganho de massa muscular também contribui para essas adaptações, auxiliando na perda de peso”, acrescenta.

O que isso significa? “O importante é a pessoa gostar da modalidade, torná-la frequente e permitir o aumento da intensidade.”

3 alimentos para aumentar o metabolismo

“Manter o organismo sem processos inflamatórios, hidratado e com o intestino regulado, são algumas referências para as condições ideais do corpo”, afirma Fúlvia Gomes Hazarabedian, nutricionista e head do Bio Nutri, serviço de nutrição individualizado e exclusivo para os alunos Bio Ritmo.

Quer garantir um metabolismo mais acelerado também através dos seus pratos? Acrescente estes três alimentos termogênicos ao seu cardápio. “Quando consumidos, principalmente em um organismo já equilibrado, esses alimentos resultam nessa aceleração.”

1. Chá verde

O chá verde auxilia na perda de peso devido a cafeína presente em sua composição, que influencia no aumento da velocidade do metabolismo. “Além disso, ele possui substâncias antioxidantes, que agem no combate ao envelhecimento das células, colaborando para a prevenção de doenças, como alguns tipos de câncer”, diz Fúlvia.

Como consumir: 1 colher de sopa da folha seca por dia, na forma de chá em infusão (com 200 – 250ml de água fervente).

2. Pimenta

“As pimentas possuem uma substância chamada capsaicina, que, segundo estudos, traz vários benefícios, dentre eles o estímulo ao sistema nervoso simpático que libera mais catecolaminas, levando à diminuição do apetite e, consequentemente, à redução de ingestão calórica”, explica a nutricionista.

Como consumir: 1 colher de café rasa por dia. Experimente em carnes e/ou vegetais.

3. Gengibre

Com baixo valor calórico, o gengibre é rico em vitaminas B3, B6 e C, além de também possuir ação antioxidante.

Como consumir: 3 lascas in natura em chás, sucos ou preparações como vegetais, sopas e carnes.