Spinning emagrece?

2 de março de 2020
/
Tags: , , , , ,
spinning

Que tal passar alguns momentos divertidos, suando a camisa junto com uma turma ao som de músicas animadas e ainda queimar calorias e ficar com o coração e os pulmões mais fortes? Gostou da ideia? Então reserve o seu lugar em uma aula de spinning. “O spinning de uma modalidade que simula o ciclismo outdoor no que diz respeito ao formato da bicicleta, na posição que a pessoa fica sobre ela e no tipo de exigência imposta ao organismo”, conta Carolina dos Santos, professora da academia Bio Ritmo.

Isso porque, diferente do que acontece com a bicicleta ergométrica convencional, na qual o indivíduo passa o tempo todo sentado e só consegue variar a carga, durante as aulas de spinning são simuladas variações do terreno, como subidas e descidas e, em alguns momentos, o praticante precisa levantar o corpo, tirando-o do banco, o que faz com que as pernas, os glúteos, o abdômen e a região lombar sejam bastante exigidos.

Spinning emagrece?

Spinning é bem intenso e, assim, aumenta a resistência e a potência muscular, melhora a capacidade cardíaca e respiratória e promove um alto gasto calórico”, acrescenta Karina Hatano, médica do esporte do Instituto Cohen de Ortopedia, Reabilitação e Medicina do Esporte, em São Paulo, que é pós-graduada em fisiologia do exercício pela Universidade Federal de São Paulo e médica da Seleção Brasileira de Natação e da Confederação Brasileira de Beisebol e Softbol. Como se não bastassem todos esses benefícios, a postura também sai ganhando, já que a pessoa precisa ficar atenta a ela o tempo todo.

Os melhores exercícios para emagrecer

Aeróbico antes ou depois da musculação, o que é melhor?

Frequência no spinning

Por ser uma atividade bastante intensa, o ideal é que o spinning seja feito entre duas e três vezes por semana, o que garante os ganhos e permite que o corpo tenha um tempo para se recuperar – e é necessário ter bastante cuidado com a hidratação. Ao contrário do que pode parecer, ele pode ser feito por todos os tipos de pessoas, pois cada um pedala no seu ritmo e não há sobrecarga nas articulações. “Mas é muito importante que o professor seja avisado sobre qualquer lesão ou restrição do aluno e desconfortos apresentados durante o exercício, a fim de não levar a nenhum agravante”, alerta Carolina.

Comece hoje a mudar os seus hábitos! Clique aqui e matricule-se na Smart Fit mais perto de você.